Empresa do ramo bancário

Empresa do ramo bancário

Empresa do ramo bancário, com dois poços artesianos em sua unidade de central administrativa. Embora os poços tenham sido perfurados há muito tempo, não havia regularização no órgão competente – DAEE para captação e nem o controle qualidade de qualidade junto à Vigilância Sanitária com as devidas emissões de outorgas e licenças de funcionamento dos poços.

 

Problemas

  • Processo de Outorga dos poços estava indeferido no DAEE e encontrava-se arquivado por falta de documentos;
  • Devido a ausência de outorga, a solicitação de Licença de Funcionamento Sanitária – CMVS da Vigilância Sanitária não era emitida;
  • As análises não eram realizadas em laboratório certificado pela Cgcre/INMETRO conforme ISO 17.025;
  • O sistema de controle da qualidade da água (SISAGUA/VISA) não estava sendo alimentado devido à ausência da licença.

 

Serviços realizados no novo projeto

  • Regularização dos poços – com a emissão das devidas Portarias de outorga do DAEE para captação de água;
  • Realização do monitoramento e controle da qualidade da água através de análises conforme Portaria de Consolidação nº 5 – Anexo XX – Portaria 2914;
  • Obtenção das Licenças de Funcionamento Sanitária – CMVS com responsabilidade técnica dos dois poços;
  • Coleta e análises de água em laboratório acreditado pela Cgcre/INMETRO conforme ISO 17.025;
  • Regularização da inserção de dados analíticos no sistema de controle da Vigilância Sanitária – SISAGUA.

 

Benefícios obtidos pela empresa Contratante

  • Todos as etapas de captação, tratamento e controle da qualidade da água dos poços foram regularizadas junto à Vigilância Sanitária e ao Ministério da Saúde;
  • Cliente ficou satisfeito com a agilidades nos processos de regularização, o bom relacionamento com órgãos públicos e a qualidade, garantindo a segurança e confiança nos serviços realizados.

Client: Twitter

Date: maio 5, 2018

Service: Offices